2006-08-31

PROMOÇÃO DOS CHOCALHOS 2006

A promoção dos Chocalhos 2006, que se irá realizar em Alpedrinha nos dias 15, 16 e 17 de Setembro, já está na rua. Os outdoors e os pendurantes já estão montados e à vista de todos, fazendo a divulgação deste, que é já considerado por muitos, o maior evento que se realiza em Alpedrinha.
A imagem de marca deste evento é claramente o pastor e o seu rebanho. Este ano a Câmara Municipal do Fundão e a Fundão Turismo, entenderam que, na execução gráfica destes painéis publicitários, deveriam abdicar da imagem do pastor alpetriniense Sr. Lopes e substituíla por outro pastor de costas viradas. Ora, o "Ti Lopes" (como é conhecido em Alpedrinha), é para muitos a verdadeira imagem de marca dos Chocalhos, sendo esta substituíção bastante discutível. Outros dizem que era necessário dar uma imagem nova a este evento. Todas as opiniões se podem aceitar.
O que parece inaceitável é a não inclusão do símbolo heráldico de Alpedrinha nos referidos painéis. Como é sabido, Alpedrinha e a sua população, são as verdadeiras molas impulsionadoras para o sucesso deste evento. Relembro que foram feitos outros eventos do género noutras freguesias do concelho do Fundão e em nenhuma delas se voltou a repetir. Daí achar-se justo a inclusão de Alpedrinha no lote dos organizadores. "O seu a seu dono."

Como é sabido, a animação de rua, gaiteiros, chocalheiros, concertos, ranchos, bombos, concertinas, tasquinhas e lojas, fazem parte do programa deste ano. Do mesmo fará parte também, as "Conversas Transumantes" e a degustação de uma "miga" à pastor. O tradicional passeio pedestre com rebanho, desde o Fundão até Alpedrinha também não podia deixar de acontecer, na manhã de domingo.

Espera-se muita animação e ruas cheias de visitantes.

4 comentários:

paula silva disse...

Primeiro que tudo:
Bom regresso de férias Fernando.
Fico surpreendida com o facto de se ter alterado a imagem de marca da Feira dos Chocalhos, o Ti Lopes estava muito bem e não sei o que se ganha com uma mudança tão precoce, ainda não estava a imagem desgastada e além disso o que são os Caminhos da Transumância sem Alpedrinha?
Não entendo, nem sei se alguém saberá explicar! Um pastor de costas viradas para o público quer dizer o quê?
Ainda assim, espero que a Feira continue a ser um sucesso!
Um Abraço

Fernando Jorge Pires disse...

Olá amiga Paula:
É verdade que o Ti Lopes estava muito bem e também não sei o que é que terá levado a CMF a substituí-lo. Em Alpedrinha isto não acontece, porque a JF mantém nos cartazes a mesma imagem.
Só espero que este facto, aliado à ausência de Alpedrinha no lote dos organizadores, não seja mais uma tentativa de, lentamente, tirar esta feira de Alpedrinha. Este ano substituíram o pastor, não colocaram o símbolo de Alpedrinha e para o ano se calhar colocam o nome de outra freguesia onde decorrerá este evento. Eu digo isto pelo que se passou logo no segundo ano. Houve essa tentativa por parte da CMF.
Mas tenho a certeza que seja como for, este evento é irreversível e com o apoio ou não da CMF, ele realizar-se-á sempre, todos os anos, am Alpedrinha, porque os alpetrinienses é que são de facto os verdadeiros organizadores e responsáveis pelo sucesso.
Este ano estou certo que vai ser de enorme sucesso.

1 abraço alpetriniense.

petratinea disse...

Terei todo o gosto em ir á sua Tasquinha.

Mário Sousa

Ana Alves disse...

Caro Fernando Jorge Pires!
Como é sabido desde o inicio, este Festival é uma ideia da CMF, assim como deve perceber destas palavras, os seus custos também, assim é lido nas conferencias de imprensa e pelas quais eu que sou atento, acredito.
E digo que é uma iniciativa da CMF porque a ideia é deles, não se esqueça que a maior parte das pessoas deste concelho e de Alpedrinha nem sequer sabe o que é a transumância nem a sua história, deve ser por isso é que a festa se está a tornar num arraial, está cada vez mais, menos associada aos temas pastoris, aliás se não é a CMF a meter alguns temas deste durante o Festival, é mesmo o salve-se que puder. De ano para ano com-se mais mal em Alpedrinha, não há critérios (nem higiene), enfim..., têm que pensar nestas coisas também, não é só ARRAIAL.
Quanto á imagem do pastor deste ano, a mim parece-me que tem mais a ver com o tema da transumância, o ti Lopes, mas de transumância...,não a fez nunca e como a passagem de gado serrano (da Serra da Estrela)a caminho das Idanhas, faz parte da memoria do Fundão, a mim particularmente parece-me muito bem.
Ainda quero dizer mais alguma coisa sobre a história deste Festival, só a partir de 2005 é que ele se orientou mais para Alpedrinha, porque até aí a Capinha e o Fundão também faziam parte.
Espero que não seja daqueles que só olham para o seu umbigo.
Um abraço e até para o ano em Alpedrinha e já agora se puder faça o percurso com o rebanho, que é das melhores coisas do Festival.